O papel da Política da Qualidade é proporcionar a prosperidade dos clientes através da excelência dos produtos e serviços e da melhoria contínua de seus processos.

A Porto Freire Engenharia está certificada na NBR ISO 9001:2008, desde 30 de setembro de 2003, para as atividades como Incorporação, Projeto, Comercialização, Administração e Acompanhamento da Construção de Imóveis Residenciais a preço de custo e a preço fechado, e, no PBQP-H / SIAC, desde 01 de dezembro de 2009, para execução de obras de edificações certificações concedidas pela DNV – Det Norske Veritas Certificadora Ltda.

A Gerência da Qualidade é usada para além de padronizar esses processos de trabalho, para direcionar e orientar aqueles que os executam. Dessa forma, consegue-se atingir a excelência dos produtos e serviços, conseqüentemente, aumentando a satisfação dos clientes. Outros benefícios importantes percebidos que derivam da implementação dos processos da qualidade são a otimização do clima organizacional e a consistência das atividades realizadas. Esse ciclo começa pelo planejamento, em seguida a execução das ações planejadas. Constantemente e repetidamente checa-se se o que foi feito está de acordo com o planejado, e a partir daí, toma-se uma ação para eliminar ou minimizar falhas no sistema.

A Política de Qualidade da Porto Freire é “proporcionar a prosperidade dos clientes através da excelência dos produtos e serviços e da melhoria contínua de nossos processos”. Ao cumpri-la, a empresa atenta às filosofias e valores descritos na Identidade Organizacional, já que para o atendimento dos objetivos do Sistema de Gerenciamento da Qualidade é necessário o envolvimento e comprometimento de todos os colaboradores, pois o sistema funciona como uma corrente, onde os elos estão interligados, e a quebra de qualquer um deles compromete a integridade de todos os outros.

Na implementação destes sistemas, todos os processos são mapeados, normatizados e disponibilizados para os responsáveis envolvidos e áreas de interfaces. Desta forma, ficam registrados os principais pontos críticos dos sistemas (que na maioria das vezes ocasionam as melhorias contínuas dos processos), e, os pontos vitais inerentes ao constante crescimento.